Arquivo da tag: filhos

SOL

Bauru, 02 de Novembro de 2009

Hoje o dia nasceu diferente. Diferente em beleza, um lindo dia.!Pois é, nos últimos quatro anos o dia de Finados foi muito chuvoso e frio, mas neste ano foi diferente, muito sol e um agradável calor.
Ao fim da primeira parte da celebração do 5º Culto à Pai Omolu recebo a notícia de que eu tinha apenas 30 minutos para chegar ao hospital caso quisesse recepcionar o nascimento da minha filha, a Sol.
Entendi então porque o sol brilhava tão intensamente num céu azul lindo e limpo, a Sol chegava à luz para, como o seu nome sugere, iluminar a minha vida e de sua mãe.
Sol, minha filha, meu amor, minha vida seja bem vinda a esta nova realidade, não tão seguro como o ventre de sua mãe, tampouco tão aconchegante, porém um mundo necessário para nossa caminhada…
A alguns dias venho pensando como seria este momento de escrever sobre seu nascimento, pensei que seria fácil escrever o que estou sentindo e agora percebo que não consigo por no papel o que sinto, é indescritível. Então vou registrar o que desejamos a você, antes quero compartilhar uma nova descoberta.
Sempre comentei com sua mãe, qual seria a sensação de ter mais que um filho? Pois o amor que sinto por seu irmão é tão grande e intenso que mesmo após quatro anos do nascimento dele este amor continua a crescer. Minha dúvida sempre foi se com outro filho esta sensação se dividia ou nós explodíamos? Você me trouxe a resposta. Acontece que surge um novo coração dentro de nós e imagino que para cada filho um novo coração nasce e é por isso que não há prediletismo ou competição de sentimento. Simplesmente amamos incondicionalmente aqueles que são parte de nós.
Portanto minha filha, desejo que você seja feliz, cresça aprendendo a todo instante e quando sentir dificuldades nos desafios que confrontará não esqueça que seus pais estarão prontos a lhe acolher e auxiliar.
Desejo que seja feliz, mas não sem lágrima, pois elas lhe ensinarão a refletir e ao refletir terá a oportunidade de crescer e melhorar.
Desejo que ame e seja amada, não sem decepções, pois a cada desilusão amadurecerá e mais fortalecida poderá selecionar melhor aqueles que poderão contar com seu amor, sua amizade, sua fidelidade…
Desejo enfim que ame a vida, irradie sua luz por onde passar e faça a diferença nesta sua oportunidade reencarnatória.
Sol, escorpiniana, filha de Mãe Egunitá e Pai Omolu…
Eu tenho que agradecer a Pai Olorum, por me presentear com os “astros” que vem para equilibrar e dar um sentido diferente à minha vida, primeiro o Luã e agora você, a Sol.Salve o astro rei, o Sol!
Salve Mãe Egunitá, Senhora da Luz Flamejante que purifica e energiza nossas vidas!
Salve Pai Omolu, Senhor da Transcedência que paraliza e encerra os distúrbios em nossas vidas!

Saravá!!!

5 Comentários

Arquivado em Família