PRETOS “VELHOS” KIMBANDEIROS

Saudações leitor!

Embora estejamos vivendo um período de muitas informações dentro da Umbanda não encontramos consenso na maioria dos temas. Sempre ouvimos alguma coisa sobre os “pretos velhos quimbandeiros” rodeado de toda sorte de interpretações.

Um tempo atrás no ICA-Templo manifestaram um grupo de espíritos com esta identificação, com o propósito de nos esclarecer melhor sobre seu trabalho e característica, deste contato ficou um resumo, ditado por Tio Gerônimo.

Leia, medite, pondere, permita!

Grande abraço

pretokimbanda

PRETOS “VELHOS” KIMBANDEIROS

“Nóis é nêgo que vem pra trabaiá

Trabaiá pra todo mal leva

Nóis vem na Umbanda

Nóis vem na Quimbanda

Em toda banda nóis há de baixá”

Salve á todos que são de boa noite, salve a todos que são de bom dia!

Agradeço ao nosso Deus Criador, agradeço a todos amigos trabalhadores.

Fio, nesta oportunidade de poder vos falar sobre nosso trabalho desejamos que todos leiam isso de bom coração, de mente limpa e sem barreiras, pois são as barreiras impostas por conceitos limitadores e preconceitos diversos  é que dificultam tanto o progresso da humanidade.

Não sou de prosa difícil e elaborada, a mim seria preferido falar em rima e fluído.

Nossa banda, nossos amigos do plano espiritual que se identificam como “pretos velhos quimbandeiros” assim ocorre pois pela familiaridade na origem é que os Pais Velhos nos permitiram chegar na Umbanda velados em seus trabalhos.

Mas não estamos neste grau evolutivo, nem nos apresentamos como anciões. Somos negros, somos africanos.

Fomos conterrâneos do Brasil, logo após a escravidão e herdamos de nossos pais e avós suas rezas, mandingas, mirongas e cultos. Poucos entre nós viveram o período de escravidão, de senzala. Estes ainda passaram por esta situação logo no final deste triste período.

Nós, os “Negros Quimbandeiros” somos a sucessão, a continuidade.

Já desencarnados pudemos continuar nossas práticas mágicas e mirongueiras em várias oportunidades e regiões. Nos fortalecemos no culto de Catimbó, nas Macumbas, Xangôs e na Quimbanda[1] propriamente. Mais tarde em alguns Candomblés que já estavam permitindo a interação com “eguns” e mais recentemente na Umbanda onde será o meio pelo qual estabeleceremos um trabalho efetivo e genuíno.

Há muito preconceito para superar e muito trabalho a fazer.

Nosso trabalho dentro da Umbanda é conhecido como “pretos velhos quimbandeiros” pois somos invocados em ocasiões de combates específicos de magia negra dentro de uma gira de pretos velhos. No entanto, que fique esclarecido, não somos Exus.

Fazemos uma ponte entre a vibração africana, a magia africana e a vibração de Exu. Podemos trabalhar juntos dos Pretos Velhos e dos Exus. Há quem diga que não há necessidade de nosso trabalho existir, lamentavelmente perdura entre vocês encarnados e Umbandista as limitações sobre liberdade de ação mediúnica e espiritual.

Estamos em busca do nosso progresso espiritual e tivemos a oportunidade concedida pelos Mestres Astrais de voltar ao plano físico pela via mediúnica e religiosa para desenvolver um trabalho de caridade, orientação e apoio aos encarnados.

Falamos a quem quer nos ouvir, ajudamos a quem tem fé e abençoamos a quem pedir.

Oportunamente que fique registrado que os Negros Quimbandeiros não praticam em hipótese alguma magias negativas ou qualquer ação contra a lei e a harmonia, isso ocorreu no passado. Qualquer ação deste gênero em nosso nome pode ser considerado uma farsa.

Vocês médiuns, tenham em nós companheiros para auxiliar no precioso trabalho que é ser um mediador do Astral na terra.

Deixo meu axé e até outra oportunidade.

Salve Umbanda

Salve Kimbanda

Salve a Mironga

Salve a Magia

Salve todas as bandas!

09/11/12 – 23hs, após a primeira gira de Negros Kimbandeiros no ICA-Templo

Nota do Médium: embora a quimbanda esteja relacionada á práticas de magia negativa, os negros quimbandeiros são espíritos de maior evolução e que jamais se utiliza deste recurso. Etimológicamente é equivocado dizer que sejam Kimbandeiros. Portanto o termo quimbandeiro para estes espíritos se deve pelo fato de trabalharem com a vibração de exu em suas magias.

Mais sobre Kimbanda e Quimbanda acesse http://www.umbandaead.com.br

Créditos da Imagem: retirada da internet


[1] Quimbanda é um culto afro-brasileiro com forte influência bantu e muito influenciado pela magia negra europeia (goécia). Sincretizado com o catolicismo seu culto é voltado para o Orixá Exu com a conotação de demônio. O Quimbandeiro é um feiticeiro e seu culto não tem um limiar caritativo onde a comercialização da magia negativa é comum para todo tipo de objetivo.  Já Kimbanda significa algo como “cu­ran­deiro” em kimbundu, um idioma bantu falado em Angola. O kim­banda é uma espécie de xamã africano. O ofício do kimbanda é chamado de “n’ban­da” (leia-se “umbanda”). O Kimbandeiro é como o médium na Umbanda e o Preto Velho é a figura que retrata perfeitamente o Kimbandeiro. Na Kimbanda jamais se pratica o mal.

6 Comentários

Arquivado em Mediunidade, Psicografia, Umbanda

6 Respostas para “PRETOS “VELHOS” KIMBANDEIROS

  1. Solange

    Muito esclarecedor!
    Obrigada.

  2. Thiago

    Pai Rodrigo, bênção!,

    Aproveitando o assunto, segue um video de preto velho, que merece ser passado para frente.

  3. emerson francisco brioto

    Olá meu querido irmão de fé, que nosso pai Oxalá o abençoe cada dia mais. Fico muito feliz com esse texto, além de esclarecedor, ajuda a desmistificar a umbanda e os benfeitores espirituais que se manifestam nela em suas mais variadas roupagens. Somente com o conhecimento se vem a libertação. Parabéns pela postura e coragem de ajudar a cada um, trazendo esclarecimento sempre com palavras de amor e muita sabedoria. Muito obrigado, que Deus possa iluminá-lo cada dia mais. Okolofé Olorum!!!

  4. Diógenes Rolim

    A muitos anos se manifestou nas giras de nossa casa uma entidade com vibração de preto velho mas com um “quê” diferente, ao sentir sua vibração confesso que não dei passagem a manifestação de início, fui protelando e um dia meu preto velho o Pai João mandou o recado: “diga ao cavalo que deixa vim”, quando a vibração se manifestou eu deixei e se manifestou uma entidade com o nome “Nego Véio Serapião” ao perguntarem se era Pai ou Vô ele disse que não, que era pra chamar assim mesmo, Nego Véio, disse que era um preto velho quimbandeiro ou nego véio “da esquerda” como o povo chama, com o tempo descobrimos ser uma entidade muito sábia, dá lições com amor e bom humor, sempre tem uma palavra amiga, vê longe e não tem medo do trabalho, geralmente desfaz “coisas” com vela branca, copo d’água e algumas vezes pediu linhas coloridas ou outras coisas, mas sempre coisas simples e que temos ao nosso alcance, em nossos lares, pita seu cachimbo e toma um marafo, depois que vai-se embora sempre há alegria no terreiro. Gostaria que muitos soubessem o quê é ter uma entidade desta qualidade ao seu lado, muita gente tem medo e preconceito, mas sou fiel defensor desta linha que não se manifesta sempre, mas que quando vem é pra trabalhar. Poderia digitar um texto enorme aqui sobre só este preto velho que conheço, porém prefiro lançar o desafio: Já tentou conhecer um? Saravá!

  5. Thaís Helena Martins

    Nossa que saudades que deu do Tio Gerônimo, das suas rimas e sua alegria. Me marcou intensamente com sua mensagem e ensinamentos.Linha maravilhosa, mais uma para abrilhantar a nossa amada Umbanda!

  6. luciane

    muito bom. AXÉ!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s