ELEMENTAIS – Os Espíritos da Natureza!

Por Rodrigo Queiroz

Para nós espiritualistas ou Umbandistas sabemos que há muito mais “mistério”, muito mais vida, do que pode nossa mente entender, conhecer ou acreditar. Às vezes ficamos confortavelmente acomodados a respeito de alguns parcos conhecimentos sobre espiritualidade e múltiplas realidades. Entretanto, noutras vezes somos provocados a refletir sobre assuntos mais amplos, outras possibilidades, e devemos, por coerência com a ideia de evolução, parar para refletir e contemplar novas descobertas.

Eu particularmente nunca tive interesse no assunto Elementais, sempre li algo aqui ou ali, mas nem me despertava interesse, de modo que também não tinha uma ideia bem formada, sabia que existiam, mas não entendia a estrutura, organização e importância. Sempre soube que estavam presentes nos trabalhos da Umbanda, fazendo atuações específicas; algumas vezes por meio de alguns textos ditados pela espiritualidade que citavam a presença deles, mas ainda assim não me despertava atenção. Por outro lado, sempre achei que o pouco que existe escrito e estudado sobre estes seres já era tudo, ou ao menos o mais importante, também confesso que acreditava que só a apresentadora infantil Xuxa costumava ver e falar com estes seres, bem como os adeptos do “chá de cogumelo” e fanáticos pelo desenho animado “Smurfs” (risos). Brincadeiras a parte, o fato é que entre saber da existência destes seres e sentir a necessidade de me aprofundar no assunto havia um espaço gigantesco, que foi bruscamente eliminado a partir de Setembro e Outubro do ano de 2009 – agora pensando que este período é a Primavera, as coisas tomam até mais sentido – nesta época o mentor espiritual Pajé Arranca Toco se aproximou e iniciou a seguinte prosa:

“-Filho, preciso que se permita entender mais sobre o Reino Elemental e os seres que ali pertencem. Seres de extrema importância para a geração e manutenção da vida neste planeta, e quando digo que é a vida, trata-se de todas as formas de vida, desde os fungos aos seres humanos, da sua forma etérica à física. Desdobrar-se no estudo do Reino Elemental não será tarefa fácil, pois precisamos separar o que é fantasia do que é real, porém em alguns momentos terá a sensação de que a fantasia sempre foi real. Nos tempos antigos, os humanos tiveram maior contato com os seres elementais, houve uma convivência e um despertar de consciências, no entanto, no último século, muito do que foi explorado sobre este Reino e seres caiu na descrença e tomou-se por fantasia e fantasiado, virou conto para criança ou coisa de criança. Ainda hoje alguns segmentos místicos se arriscam no contato com estes seres ou ainda falam sobre os mesmos, no entanto, ainda há uma repetição limitada do que já foi dito e vivido. Pretendemos tratar deste assunto de maneira nova, real e adaptada a esta modernidade que outrora esmagou a compreensão sobre este Reino. É preciso compreender sua vital importância, bem como é possível a relação humano e elementais e também entender porque é importante esta relação lucidamente, já que estamos com eles ao nosso redor a todo instante.


Na Umbanda, muitos espíritos trazem a companhia destes seres e mesmo os que não os envolvem ainda assim são envolvidos. Levar o estudioso a descobrir um novo mundo de incríveis possibilidades é nosso objetivo, acreditamos que todo aquele que se desperta ao Reino Elemental tornar-se-á mais sensível com a vida, a existência e sua natureza. Dificilmente aquele que contatar um Elemental poderá se manter indiferente à sutil e intensa complexidade da vida em todas as suas esferas.


Alguns séculos atrás, feiticeiros e magos invertidos escravizaram e utilizaram muito mal estes seres, criando um prejuízo inestimável à vida global. Tem alguma dúvida filho?

– Eu? Sou só dúvidas! Sr. Pajé, procuro ser sempre prestimoso a vocês guias espirituais, fico feliz por esta oportunidade, mas receio que não possa atender às expectativas, visto que nunca nem pensei ou estudei sobre estes seres e sinceramente até o momento não me ocorreu a dimensão da importância destes para nossa vida…


– Ótimo filho, são de instrumentos assim que precisamos, onde tudo poderá ser uma novidade e, por nada saber, o que restará será pesquisar sobre o assunto e comparar, mas pouco ou quase nada palpitar.

– Sendo assim, estou à disposição.

– Então comece a se concentrar numa intensa luz verde florescente…”
Bem, a partir deste momento muita coisa começou a ser transmitida, nesta ocasião, sem o uso de nenhum alucinógeno, comecei a ver coisas (risos), e a cada nova visão ou aprendizado fui tomando consciência da infinitude do Criador, de sua complexa Criação e de que a espécie humana é pequenina, muito pequenina, perto do que há entre nós.

Naturalmente fui pesquisar sobre o assunto, e na busca de literatura e explorações sobre os Elementais existe uma carência enorme, os parcos livros que existem no Brasil são em sua maioria um cópia do outro e o conteúdo não vai muito além do que a Xuxa já falara para seu público infantil. Consegui com o tempo algumas obras traduzidas de 1902, do pesquisador Geoffrey Hodson, que julgo ser um dos melhores materiais confirmatórios sobre a existência destes seres, mas que se resumem apenas a descrições de sua clarividência, sem maiores considerações sobre a organização e estrutura deste Reino. Enfim, entendi o pedido do Pajé…


Comecei então a registrar as informações, ensinamentos, desdobramentos e vivências com este Reino, logo mais poderemos divulgar de maneira organizada. No entanto, a intenção neste texto é compartilhar a experiência e poder de alguma maneira despertar você leitor para novas reflexões.

Transcrevo abaixo algumas classes de Elementais e uma síntese de seu campo de atuação:
Dragão: mentais regentes de reinos específicos, são verdadeiras Divindades que detêm a função de conceber a realidade Elemental e sustentar os seres que neles habitam. Há Dragões para todo elemento original, ou seja, temos o Dragão do Fogo, mas também o da Água, do Vegetal, da Terra, do Ar e assim por diante. Podemos ainda comparar os Dragões para o Reino Elemental como são os Orixás para o Reino Humano;
Unicórnio: sentinelas dos reinos elementais, fazem a “vigilância” vibratória do Reino e supervisionam o desenvolvimento da estrutura elemental;
Fadas: seres do ar, alados, que se ligam a todos elementos, de modo que temos fadas do ar, do fogo, da terra, etc. São de estatura média grande, encontrando-se fadas de até um metro e vinte centímetros. São mentalmente bem desenvolvidas e têm consciência da estrutura humana, podendo estabelecer alguma interação intencional;
Gnomos: como os outros, também encontramos gnomos de todos os elementos, ao contrário da ideia de serem elementais da terra. Esta ideia se deve ao fato de terem a função de semear a vida de espécies que precisam da terra para seu desenvolvimento, como os minerais e vegetais. Podemos compará-los aos jardineiros;
Duendes: são pequenos, alcançando no máximo 30 centímetros de altura. Há registros de visão destes seres com mais de um metro, mas é por conta de uma projeção visual, onde são peritos neste tipo de atividade. São responsáveis por dinamizar a vida natural e garantir a manutenção dos elementos;
Ondinas: seres naturalmente aquáticos, com a função de projetar, dinamizar e manter a vida natural no reino aquático, porém cabe aqui uma divisão: ondinas estão para o mar e ninfas estão para os rios;
Sereias: são mentais organizadores das estruturas elementais aquáticas, maduras como as fadas, têm consciência da vida humana e podem interagir;
Salamandras: seres ígneos, estão no centro do planeta dando condição energética para a vida no mesmo.
O espaço é curto e não poderei citar tantos outros, mas ainda entre os citados há subdivisões e há os Throlls, Silfos, Gigantes, enfim. E como tudo no universo, há os positivos e negativos, sublimes e invertidos.

Vou ficando por aqui, pense nisso!

Saravá!
Gostou deste artigo? Deixe seu comentário!

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

6 Respostas para “ELEMENTAIS – Os Espíritos da Natureza!

  1. Muito bom ,uma linguagem simples e de muita compreensão

  2. Aurelia Janunci

    Olá querido Rodrigo…e então ?,que tal um curso sobre os elementais?????É uma boa idéia,não acha?
    Depois da maravilha do curso das oferendas ,dá pra pensar muito sobre esses seres maravilhosos….quem sabe você não pensa sobre isso????(rsrsr)
    Beijos e feliz 2011 ,sempre junto com a gente…..ensinando e nos melhorando a cada curso!!!!!Feliz Umbanda a todos irmãos!!!!!

  3. Leandro

    Parabéns Rodrigo, mas assim não é justo passa o mel na boca das crianças e deixa cheio de vontade saber mais!; pois eu e muitos irmãos temos muitas duvidas a respeito desse plano maravilhoso, ja tive otimas experiencias ao pedir algum auxilio para algumas atuações durante o atendimento magistico das sete chamas sagrada.
    esperamos em breve q esse mistério seja aberto para nosso plano.
    Forte abrço irmão e Sarvá.

  4. Parabéns, irmão Rodrigo! Muito interessante sua matéria.Lendo ela, despertou em mim, uma necessidade de aprender sobre os elementais.Tenho que agradecer o carinho que suas mensagens trazem a todos. Um ano de realizações e boas colheitas, um abraço.

  5. Parabens Rodrigo pela matéria interessante e pela forma simples e de fácil entendimento que apresentou.Digo "facil entendiento" porque, particularmente, tenho dificuldade em fazer 'sintonia' com os elementais.Quando puder, escreva algo sobre como podemos tentar estreitar estes laços, fazer oferendas aos elementais, e que tipo de ajuda cada elemental pode nos proporcionar.obrigada por seu trabalho em sempre manter os umbandistas informados, divulgando informações sobre eventos, cursos e os textos empolgantes que nos envia.Saravá!

  6. Gostaria de parabeniza-lo por essa publicação. Realmente só quem tem contatos com esse elementais, poderia publicar essa matéria, pura, sem vergonha de dar a cara a tapa. Eu particularmente só converso com meus Guias sobre eles…achei MARAVILHOSO! Um Salve ao Pajé Arranca Toco!!!! Vem mais outras materias sobre eles???? Espero de verdade que sim! Abraços Simone Machado – Porto Alegre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s